Projeto Sala Aberta:

É de vital importância para a Educação Condutiva, o papel da família já que dela depende o maior número de conquistas que se pode obter. Quando se trabalha com objetivos comuns, é possível consolidar o aprendido dentro dos programas conseguindo uma integração funcional em casa ou fora dela.

Sob este enfoque é que de forma trimestral os pais são convidados a assistir um dia completo de rotina diária, para esclarecer qualquer dúvida sobre o desenvolvimento de seu filho. É importante destacar que um dos objetivos é também trocar informações sobre os avanços apresentados durante o trimestre, assim como planejar juntos (pais e condutor) novas estratégias para conseguir novas conquistas.

A seguir alguns depoimentos dos pais:

Sou Marli, mãe da Amanda que freqüenta Educação Condutiva, na Associação Pássaros de Luz, em Itajaí. Estou muito contente com seu progresso. Amanda melhorou muito, tanto na parte intelectual como na física.

Na hora do banho ela facilita bastante: toma banho em pé, segurando numa barra e levanta seu quadril para auxiliar na troca de fralda e da roupa. Neste ano, consegui uma grande vitória; Amanda começou a ir ao banheiro.

Nas refeições, Amanda come sozinha. Dou a ela apenas algo líquido, como por exemplo: sopa.

Tem sua própria opinião e possui um gênio forte. Está mais atenta aos comandos que nós, pais, damos a ela. Na escola, tem melhorado muito sua atenção, respeita as ordens da sua monitora e faz muitas atividades. (Marli, mãe da Amanda-12 anos)


Estou muito feliz por ter a oportunidade de conseguir uma vaga na Educação Condutiva para Guilherme, pois a cada dia que passa vejo os resultados.

Todas as pessoas que conhecem o Gui estão notando que ele está mais ativo e respondendo muito bem. Está mais reto, não se joga tanto para trás, até consegue dar alguns passos, com ajuda, é claro. Cada dia que passa, Guilherme mostra muita esperteza, ele deita e rola; muitas vezes demonstra que quer engatinhar. Quando colocado no berço, quer ficar sentado e está mexendo a mão esquerda. (Jerusa, mãe do Guilherme, 2 anos)

 

A Educação Condutiva foi um divisor de águas na vida do Paulo, pois modificou toda sua rotina, seus costumes e principalmente seu lado emocional.

É muito gratificante ver o Paulo Henrique motivado a superar suas dificuldades, ver seu esforço ao realizar cada movimento e seu sorriso ao se sentir capaz.

Durante toda sua vida, ele enfrentou bravamente vários tipos de tratamentos que, de certa forma, até o ajudaram, porém não tiveram bons resultados.

Durante esse período, não víamos em seu olhar o brilho que tem agora e isso é o mais importante, ver em seus olhos a esperança de se tornar um vencedor.” (Valéria, mãe do Paulo – 19 anos)

 


Assistir as aulas na Educação Condutiva nos ajuda a enxergar os pequenos e significativos avanços de nossos filhos, nesse caso o Bruno, como ele corrige sua postura, quando está sentado; quando está de bruços relaxa mais e colabora nos exercícios com as pernas e pés.(Selma, mãe do Bruno – 8 anos)

 

 

 

A Educação Condutiva vem proporcionando a Marina ganhos em vários aspectos: cognitivo, motor, humano.

Participar da sala aberta trouxe-me a certeza de ter feito a melhor escolha para o desenvolvimento da Marina.

Os profissionais são centrados, interessados e acima de tudo, tratam as crianças com muito carinho e se doam. As crianças sentem prazer, apesar das dificuldades no desenvolver das atividades.

Os programas são planejados e executados com profissionalismo e respeito pelas limitações dos nossos filhos.

O feedback me ajudou a entender que precisamos mudar alguns hábitos em relação a alimentação e higiene.” (Luciane, mãe da Marina – 12 anos)

 

Antonio está mais relaxado, não faz mais tantos movimentos involuntários e se assusta pouco com o barulho. Consegue segurar pequenos objetos e sinto que se concentra nos exercícios.

Na escola regular que freqüenta, já notaram diferença, chora pouco e interage melhor com outras crianças, visto que teve que mudar de horário e de turma.

Consegue ficar sentado por poucos segundos, segura no banco do carro. Ele se espreguiça, dorme bem e se alimenta melhor.

Sei que é um caminho longo, mas a cada dia é dado um passo. Eu conto com ajuda de vocês. (Denise, mãe do Antonio Vitor – 12anos)


Foi minha segunda participação, a qual acho de suma importância este espaço concedido aos pais. Além de podermos avaliar o que é feito com nossos filhos, aprendemos melhor conduzi-los em casa.

O que pude ver foi alunos tranqüilos e felizes, fazendo os programas, bem como os professores participativos e demonstrando gostar do que fazem.

A melhora da Samantha é visível aos olhos, em todos os sentidos: motor, social e cognitivo. ”(Carmem, mãe da Samantha – 23 anos)

 

É muito bom podermos participar das atividades que fazem com nossos filhos. A Vitória está com três aninhos e começou a evoluir após ter entrado na Educação Condutiva, em apenas dois meses, e ter um Condutor e facilitadores tão bons.

Quando pude participar, notei por que Vitória está evoluindo tanto: todos os programas feitos são com disciplina e concentração. (Elimara, mãe da Vitória – 2 anos)


“ Desde que Laryane começou a participar da Educação Condutiva sempre teve ótimas melhoras, mas foi principalmente neste ano que sua melhora foi muito forte. Ela se sente muito motivada e por isso se esforça para realizar todas as tarefas. Como sua parte cognitiva é boa, ela se comunica muito bem, sendo assim demonstra interesse e vontade de participar das atividades. Os ganhos são grandes em todas as áreas: sustentação da cabeça, sua postura ao caminhar com ajuda, colaboração para trocar a roupa, rola mais rápido e comunica-se melhor com outras pessoas.

Para mim o mais importante é que Lary é feliz e adora participar da Educação Condutiva. (Giselda – mãe da Laryane)

Anúncios