A Educação Condutiva é uma pedagogia do movimento, um processo de aprendizagem:

A Educação Condutiva enfatiza que o movimento é mais do que a atividade motora. Nessa perspectiva, o desenvolvimento motor precisa ser compreendido como o desenvolvimento das habilidades de movimento. Não trata uma função específica, mas do desenvolvimento de funções coordenadas. Assim, esta pedagogia, entende o comportamento motor como uma expressão de integração de todos os domínios: motor, afetivo, social e cognitivo.

Como uma pedagogia do movimento aborda a deficiência física a partir de uma visão educativa ao invés de uma perspectiva médica ou paramédica. Destina-se a ensinar as pessoas a aprender:

  • a se conhecer;
  • a tomar consciência de seu corpo;
  • a coordenar e controlar seus movimentos .

Enfim, a oportunidade de aprender a realizar experiências de movimentos que ainda não haviam vivenciado.

A participação ativa é a chave para o desenvolvimento:

Na prática da Educação Condutiva as pessoas são incentivadas e desafiadas a participar. Isso porque fundamenta sua prática no princípio de que crianças e adultos podem aprender a realizar atividades, desde que sejam orientados a querer fazer.

Objetiva motivar a pessoa a mover-se, oferecendo atividades que promovam o desenvolvimento de uma intencionalidade própria, como dizemos cotidianamente “força de vontade”. Assim, o ensino deve estar voltado a despertar em cada um a determinação para aprender.

A essa determinação Petö denominou o desenvolvimento de uma “personalidade ortofuncional” ou seja, uma pessoa com autoconfiança e motivação para aprender com dedicação e esforço e, desta forma, encontrar  respostas criativas para as necessidades da vida cotidiana.

As atividades funcionais fornecem as ferramentas para a aprendizagem e ensino:

As atividades e situações criadas e utilizadas na Educação Condutiva são naturais da vida cotidiana.

É função dos condutores selecionar e planejar essas atividades com cuidado, avaliando o grupo, as idades dos participantes, o nível de desenvolvimento, as habilidades, necessidades e características pessoais para garantir que o sucesso é alcançável.

Sucesso e prazer nessas atividades darão aos participantes o desejo e a motivação para participarem ainda mais.

Atividades motoras, cognitivas, sociais são oferecidas gradualmente com o objetivo de alcançar melhores resultados. A cada dia, cada vez melhor, de tal forma que se estabeleçam novas metas, novos objetivos e, consequentemente, novas conquistas.

O resultado que se espera é que aprendizagem e desenvolvimento sejam maximizados e os participantes alcancem seu pleno potencial.

Anúncios